Guia para escolher a mochila ideal para a escolinha

Como mãe de primeira viagem, eu me atrapalhei um pouco na compra e organização do material escolar da Julia. Um dos erros que cometi foi na compra da mochila. Nesse post eu falo sobre a minha experiência e tudo o que aprendi na pesquisa que fiz para comprar a mochila ideal para levar com mais praticidade, tudo o que precisa na escola.

A compra da mochila exige atenção, ela deve seguir normas de tamanho, peso e modo de uso para não oferecer nenhum risco à saúde de quem usa.

Porque comprar uma mochila

A mochila é a forma mais prática de carregar tudo o que a criança precisa na escola. Na educação infantil é pedido um mini enxoval, com toalhas, muda de roupa, produtos de higiene pessoal, além da agenda de acompanhamento e livros. Todo esse material precisa ser levado todos os dias e a mochila tem a vantagem de guardar tudo de forma mais organizada, para que nada se perca. Outra vantagem é que mochila da escola também pode ser  usada para ir a outros lugares, como viagens, excursões e passeios.

Escolha de acordo com a idade

  • Normalmente quem carrega a mochila das crianças pequenas são os pais, ou quem as leva para a creche. Nesse caso a mochila pode até ser grande, porque é um adulto que vai carregar;
  • Entre 3 e 5 anos as crianças já podem puxar uma mochila de rodinhas, desde que não seja muito pesada. Nessa fase, o mais aconselhável é que a criança carregue apenas a lancheira, que é bem mais leve e o adulto continue ajudando a criança a carregar a mochila;
  • Entre 6 e 7 anos, a criança pode ficar responsável por carregar a sua mochila, mas é recomendável que seja de rodinhas;
  • Entre os 12 e 13 anos, a mochila de costas já passa a ser liberada, desde que estejam dentro dos critérios estabelecidos para a idade, considerando a estatura e peso corporal da criança.

Tipos de mochila

Mochila de costas

As mochilas de costas, como o nome já diz, são aquelas que possuem duas alças para ser carregadas nas costas. De todos os modelos, essa é a mais prática, mas não é indicada para quem precisa carregar muito peso. É importante que a mochila infantil não possua muitos compartimentos, para que a criança não leve objetos desnecessários para a escola.

O meio de transporte utilizado para ir para a escola também conta na hora de decidir. Se você leva seu filho de carro, uma mochila de costas pode ser suficiente, já que não vai ser carregada por muito tempo.

Mochila de costas

Cuidados ao escolher a mochila de costas

  • As alças devem ser largas e acolchoadas, de preferência com enchimentos de silicone para não causar dores nos ombros;
  • As alças devem ser ajustáveis, para que a mochila não fique abaixo da cintura;
  • Algumas mochilas têm alças anatômicas, modeladas ergonomicamente, que se ajustam melhor ao corpo;
  • A parte de traz da mochila deve ser acolchoada e levemente estruturada, para não incomodar as costas com o volume dos objetos;
  • A base da mochila deve ser reforçada, para garantir maior resistência.
Mochila com alças anatômicas

Dica

  • Deve-se sempre usar as duas alças da mochila e não carregar em apenas um ombro, para evitar futuros problemas de coluna.

Mochila ou mala de rodinhas

Esse tipo de mochila é ideal para quem precisa carregar mais peso, porque evita fazer muito esforço, que pode causar dores nas costas. Na pré-escola, a criança precisa levar muita coisa, por isso, o mais indicado é a mala de rodinhas, que é um pouco maior que a mochila comum.

Para quem vai à pé para a escola, esse modelo de mochila pode ser mais interessante. A desvantagem é que se houver muitos obstáculos como escadas e calçadas no caminho, pode ser mais difícil carregar a mochila. Em lugares de acesso mais difícil, a mochila tem que ser levantada.

Mala de rodinhas

Cuidados ao escolher a mochila de rodinhas

  • O puxador precisa ser ajustável para regular de acordo com a altura de quem carrega. O ideal é que as costas fiquem retas e o braço fique esticado ao puxar a mochila.
  • O tamanho do puxador de preferência, deve servir tanto para um adulto quanto para uma criança. Alguns modelos são feitos apenas para serem carregadas por crianças, mas quando a criança se cansa, quem acaba carregando é o adulto, que precisa se curvar ou levantar a mochila;
  • As rodas mais largas são melhores porque facilitam a locomoção e fica mais fácil puxar a mochila quando houver obstáculos;
  • Já existem modelos com um sistema diferenciado de rodinhas que permite subir escadas e calçadas. Esses modelos são ideais para quem precisa enfrentar muitos obstáculos no caminho.
Mochila com 3 rodas de cada lado para auxiliar na subida de escadas e calçadas.

Dica

  • Ao puxar uma mochila de rodinhas, deve-se sempre alternar as mãos, para evitar dores por esforço repetitivo.

Mochilas de costas e rodinhas

Já existem modelos de mochilas que podem ser levadas nas costas ou puxadas, oferecendo conforto e praticidade. Além dos cuidados que já falamos acima, deve-se tomar cuidado para que o puxador da mochila não incomode a região das costas e do pescoço. Algumas marcas até oferecem a opção do carrinho da bolsa ser removível, oferecendo mais conforto para usá-la apenas com a alça. Infelizmente esses modelos são mais difíceis de encontrar nas marcas nacionais.

Mochila com alças e rodinhas

Lancheira

Por questões de higiene e organização, não é aconselhável levar alimentos dentro da mochila. Para melhor conservação, o lanche deve ser levado à parte, em um recipiente apropriado, de preferência, dentro de uma lancheira térmica. A maioria das mochilas podem ser compradas em conjunto com uma lancheira. Algumas escolas oferecem lanche, nesse caso, não há necessidade de levar uma lancheira.  Eu comprei uma lancheira, porque a Julia leva lanche de casa.

Uma boa lancheira deve ser revestida de material térmico por dentro, para conservar melhor os alimentos. Outro item importante que deve ter na lancheira é um cinto interno ou elástico, para prender o lanche e evitar que  os  alimentos  se  movimentem. Quanto ao tamanho, a lancheira não deve ser muito pequena. Para mim, um bom tamanho, é aproximadamente 25cm de altura x 20cm de largura x 15cm de profundidade. Na fase pré-escolar, as crianças passam por fases em que rejeitam muito alguns alimentos e pode ser necessário colocar duas opções de lanche na lancheira, para a criança escolher. Eu estou colocando sempre uma fruta, um potinho com biscoito, um iogurte ou suco e água.

Kit de mochila com lancheira
Lancheira em E.V.A.
Compartimentos internos da lancheira
 

Material

Há muitas opções de materiais no mercado, porém, nem todos são adequados ao uso infantil. Mochilas de tecido não são estruturadas e por isso não são práticas para crianças. Os melhores materiais são lona ou E.V.A rígido, pois são mais impermeáveis e protegem o material da umidade.

Tamanho da mochila

Vou começar falando sobre o tamanho da mochila porque foi exatamente o ponto que eu errei. Eu comprei uma mini mochila, achando que por ser período parcial, ela não levaria muita coisa, já que os livros e caderno de desenho ficam na escola. Mas logo no início do período de adaptação, fui informada de que a escola não tem armários individuais e que teria que levar o material todos os dias. Então tive certeza de que o tamanho da mochila não seria suficiente.

O material individual da Julia é escova de dente, creme dental, sabonete líquido, colônia, uma muda de roupa limpa, toalha de banho e de rosto.  Além disso, uma vez por semana vai o material da natação e a roupa do ballet com a sapatilha. Apesar de os livros ficarem na escola, sempre tem que levar pelo menos um livro na mochila, quando tem atividade para casa junto com a agenda da escola. Quando vi a quantidade de material, achei melhor comprar outra mochila de tamanho normal. Comecei então a pesquisar os modelos de mochila, com suas vantagens e desvantagens.

Qual o tamanho Ideal?

O tamanho ideal da mochila de alças deve ser adequado ao tamanho de quem carrega, correspondendo à região do tronco. Assim, o peso fica bem distribuído e não sobrecarrega a coluna.

Se a mochila for de rodinhas, já pode ser um pouco maior, já que não será levada nas costas. Esse tipo de mochila é o ideal para levar muito peso, como no caso de crianças pequenas que precisam levar muitas coisas para a escolinha ou creche.

A mochila não deve ser pequena a ponto de não caber nada, como foi o nosso caso. Mas também não deve ser tão grande a ponto de ficar difícil puxá-la. Na minha opinião, uma mochila medindo aproximadamente  45cm de altura x 30cm de largura x 20cm de profundidade, atende às necessidades de uma criança que vai para a creche ou escolinha. Quando senti necessidade de uma mochila maior, passei a pesquisar os modelos e percebi que existem tamanhos diferentes disponíveis no mercado:

Mini mochila ou Mochilete

A mochila pequena, também conhecida como mochilete, tem cerca de mede cerca de 30cm de altura por 25cm de largura e é indicada apenas para passeios, pois só cabe uma toalha, uma muda de roupa e outros objetos pequenos.

Mochila Pequena

Algumas marcas identificam esse tamanho de mochila com o número 14. Esse tamanho tem aproximadamente 35cm de altura x  25 cm de largura x 13cm de profundidade. É uma mochila indicada para material escolar leve ou para pequenas viagens.

Mochila Média

Algumas marcas usam a numeração 16 para identificar esse tamanho. As dimensões da mochila 16 são de aproximadamente 41cm de altura x 28cm x largura x 12cm de profundidade. Esse tamanho já cabe livros e cadernos e pode ser usado por crianças desde a pré-escola, até as séries iniciais. Também é uma boa opção para viajar com a criança.

Mochila Grande

A mochila grande pode medir até 46cm de altura x 30cm de largura x 18cm de profundidade. Esse tamanho com certeza cabe todo o material da creche ou escolinha, com folga. Esse foi o modelo que eu escolhi para substituir a mochila pequena que comprei. A mochila ou mala de rodinhas grande deve ser mais estruturada e resistente.



2 itens por 299 728x90

Peso da mochila

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que o peso da mochila não ultrapasse 7% do peso corporal da criança. Mas a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia recomenda, que uma criança pode carregar até 10% do peso corporal, sem nenhum risco de lesão. No caso de crianças pequenas, na maioria das vezes, essas regras devem considerar quem leva a mochila, que na maioria das vezes são os pais.

No nosso caso, quem leva as coisas da Julia sou eu, então tenho que comprar uma mochila de acordo com o meu peso corporal. A mochila que eu comprei é pequena, conhecida como mochilete e a haste de puxar é curta, feita para a estatura de uma criança. Nos primeiros dias, a Julia quis puxar a mochila só pela empolgação, mas depois que a brincadeira perdeu a graça, eu passei a levar e confesso que apesar de ser uma mochila pequena, foi difícil, já que eu também tinha que carregar a lancheira e uma pasta com a agenda e as atividades dela.

Dicas importantes

  • O peso da mochila vazia também deve ser considerado e não deve ultrapassar um quilo. Algumas mochilas, por ter muitos detalhes, já são pesadas mesmo estando vazias e ficam mais pesadas ainda quando carregadas.
  • O material carregado na mochila deve ser distribuído de maneira equilibrada entre os compartimentos, para equilibrar o peso. Os materiais mais pesados devem ficar no fundo e os mais leves em cima.
  • É importante verificar diariamente a mochila, para levar apenas o material necessário para o dia na escola.

 Valor

O valor médio de um kit de mochila e lancheira de boa qualidade pode até ser elevado, mas é um produto que se bem conservado, pode ser usado por bastante tempo. Pagar um pouco mais caro por um bom kit de mochila e lancheira, na minha opinião, vale o investimento, porque são acessórios muito úteis que facilitam o dia-a-dia de mãe, que já é bem puxado. Depois que você resolver comprar uma mochila nova para a escola, a outra pode continuar a ser utilizada em pequenas viagens.

Os kits com personagens licenciados, são os mais caros.  Mas caso esteja dentro do orçamento, pode tornar a experiência de entrar na escolinha, mais marcante e divertida para a criança. Os personagens menos conhecidos têm produtos mais baratos. Já os personagens mais conhecidos têm produtos mais caros, porém, na maioria dos casos, esses produtos são de qualidade superior e valem o preço pago por eles.

Mochilas de personagem podem servir de estímulo para ir à escola

Para saber qual é a mochila perfeita para a escolinha do seu filho, pense no uso que fará dela e nas suas necessidades. Uma mochila de qualidade, mesmo com um valor salgado, vale a pena ser comprada, garantindo assim o conforto e praticidade no dia-a-dia. Já pensou se no meio do ano a mochila rasga, fura, descostura ou quebra o zíper, correndo o risco de perder os materiais da escola? Pense bem antes de economizar na compra da mochila.

 

Imagens: Tricae

Voltas às Aulas 10x Sem juros 728x90

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz