Dando banho no bebê

A chegada do bebê vem junto com muitas dúvidas para os pais. A hora do banho, principalmente do recém-nascido, é um dos momentos que mais causa insegurança. Qual quantidade e a temperatura ideal da água? Como segurar o bebê? O que fazer para o bebê não sentir tanto frio?

Nesse post eu falo um pouco na nossa experiência e do que aprendemos no workshop que fizemos durante a minha gravidez sobre cuidados infantis.  Aqui também você vai encontrar indicações de acessórios super úteis para facilitar a hora do banho.

A nossa experiência

Quando eu estava grávida da Julia, minha maior preocupação era a hora do banho. Durante a gravidez eu busquei informações a respeito de banho em recém-nascidos, lia  artigos de revistas e sites sobre o assunto, ainda me sentia insegura.

A Julia nasceu de parto normal e fomos para casa no dia seguinte. Foi tudo tão rápido, de repente eu já tinha recebido alta e não deu tempo acompanhar o primeiro banho. Eu já tinha experiência com bebês, por ter convivido muito com os meus sobrinhos, desde que nasceram, mas dar banho era a única coisa que me deixava insegura, porque eu nunca tinha feito isso sozinha.

O primeiro banho da Julia em casa foi dado pelos meus sogros. Depois eu passei a dar o banho com o Elton e conseguimos criar um ritual que nos ajudou muito. Era sempre o Elton que segurava a Julia, enquanto eu passava o sabonete e enxaguava. Eu não imagino como eu teria feito isso sozinha.

Eu só comecei a dar banho sozinha na Julia quando ela tinha 8 meses.No início foi muito difícil, porque ela sempre foi bastante ativa. O que me ajudou muito foi colocar um tapete antiderrapante no fundo da banheira, que faz toda a diferença para o bebê não deslizar. Além disso, os brinquedos de banho são ótimos para manter o bebê ocupado durante o banho.

Depois que a Julia completou um ano, ficou impossível usar a banheira, porque ela não queria mais ficar sentada e com ela em pé, era bem mais difícil. Nessa época, passei a usar a cadeirinha, que é mais prática e segura.

Por volta de dois anos, eu comprei um tapete anti-derrapante para o chão e ela começou a gostar mais de tomar em pé no box do banheiro. Nessa fase tudo já ficou mais simples e eu pude ensiná-la a entrar debaixo do chuveiro.

Ritual do banho

Desde os primeiros banhos, a Julia sempre chorava muito. Isso é totalmente normal em recém nascidos. A maioria dos recém nascidos prefere o banho de balde, por ser mais parecido com o ambiente do útero. Eu não tive a oportunidade de experimentar com a Julia, mas acredito que seja bem mais agradável para o bebê.

Quanto à frequência do banho, os pediatras dizem que não é necessário dar banho todo dia, principalmente em climas mais frios. Mas aqui em Fortaleza faz muito calor e não tem como não dar banho todo dia. No nosso caso, a gente dava banho nos horários mais quentes do dia.

Antes de começar, sempre deixávamos tudo pronto, o trocador com a roupa e todos os produtos para a troca de fralda e a limpeza do umbigo. Depois de colocar a água na temperatura certa, a gente sempre fechava todas as janelas para não entrar correntes de ar e só então tirávamos a roupinha. Antes de colocá-la na banheira, a gente higienizava o rosto e a região íntima com algodão umedecido.

Eu sempre preferi usar sabonete líquido do tipo “da cabeça aos pés” porque é mais prático, como o nome já diz, ele pode ser usado em todo o corpo. Bebês até pelo menos 1 ano não têm necessidade de usar shampoo e quanto menos produtos se usar, melhor. Além do sabonete líquido, só usávamos a pomada anti assaduras e o álcool para higienizar o umbigo.

Para enxugar, usamos toalha fralda até mais ou menos 1 ano de idade. Esse tipo de toalha mais macio e absorve melhor, o que é muito importante para secar bem entre as dobrinhas do bebê.

Os recém-nascidos costumam chorar bastante nos primeiros banhos e não foi diferente com a Julia. Ela chorava bastante, por isso a gente incluiu no ritual do banho uma lista de músicas calminhas pra relaxar. Isso  servia pra gente também, porque no início era bem tenso dar banho nela e quando os pais estão relaxados, passam segurança para o bebê.

Durante o banho é importante conversar bastante com o bebê, para que ele fique tranquilo e se sinta seguro. Aos poucos, a criança deixa de chorar durante o banho e as primeiras dificuldades passam. Depois de alguns banhos seguindo o mesmo ritual, com a prática, tudo começou a ficar mais fácil. Nessa fase, o banho começou a ser mais divertido.

Acessórios para banho

Nas lojas há uma infinidade de acessórios para facilitar a hora do banho, desde redes e assentos para usar na banheira, tapetes anti-derrapante, até brinquedos para distrair o bebê.

Quando a Julia nasceu, tive vontade de comprar muita coisa, mas como estávamos com o orçamento limitado, acabamos ficando só na banheira e nos brinquedos de banho.

Senti falta de alguns itens que tenho certeza que teria ajudado muito. Fiz uma lista abaixo de dos acessórios que eu considero muito importantes e fazem toda a diferença para facilitar a hora do banho.

Toalha com capuz

A toalha com capuz é melhor para aquecer o bebê depois do banho. Existem modelos feitos especialmente para bebês novinhos, que possuem um forro interno em tecido de fralda, que garante mais absorção e maciez para a pele delicada do bebê.

Toalha com capuz forrada

 

Toalha com forro de fralda

 

 Termômetro Digital

A temperatura da água indicada para o banho do bebê é entre e 37° e 38°C. Para quem não tem muita segurança em sentir a temperatura no cotovelo, pode optar por um termômetro digital, para não correr o risco de agredir a pele delicada do bebê com a água quente demais.

Termômetro digital para banho

Almofada para banho

A almofada para banho serve para auxiliar e tornar mais prático o banho do bebê, diminuindo o risco de ele escorregar na banheira. Esse acessório sustenta o corpo do bebê, mantendo os ouvidos, os olhos e o nariz para fora da água. Além disso, absorve e mantém a temperatura da água durante o banho para que o corpo da bebê continue aquecido.

Almofada para banho

 Assento para Banho

O assento para banho é indicado para bebês maiores que já sentam sem apoio. Nessa fase, a criança fica mais ativa e esse acessório pode tornar a hora do banho mais fácil e segura. Pode ser usado dentro da banheira ou em superfícies lisas como o chão do banheiro, pois possui uma base anti-derrapante.
Assento para banho

Brinquedos de banho

Os brinquedos de banho são ótimos para deixar a hora do banho do bebê mais divertida e alegre. Eles são super macios e alguns podem ser enchidos com água. Além de deixar o banho mais divertido, as brincadeiras com água durante o banho ajudam no desenvolvimento do bebê, através de estímulos sensoriais. O ideal é oferecer à criança brinquedos com diferentes formas, texturas e cores.

Brinquedos para banho

Tapete para Banho

Quando se trata da hora do banho, a segurança vem em primeiro lugar. Para isso, existem tapetes para banho com superfície texturizada e ventosas antiderrapantes que o fixam no chão, que previnem escorregões. Pode ser usado no chão do banheiro para o banho de crianças maiores.

Tapete para banho

 

Dicas importantes

  • Devemos ter muito cuidado com a temperatura da água, que deve ficar morna, e não quente. A temperatura ideal da água para o banho do bebê é entre e 37° e 38°C. Estudos mostram que a temperatura de 38° graus ajuda a acalmar o bebê e a controlar a temperatura do corpo.
  • Não devemos colocar o bebê na banheira quando esta ainda estiver enchendo, com a torneira ou o chuveirinho abertos. Isso porque enquanto a banheira enche, a temperatura da água pode mudar, além disso, a banheira pode encher demais. Esse conselho vale especialmente para banheiros que têm misturador, com uma saída só de água quente.
  • Para deixar a água do banho na temperatura certa,  podemos usar misturador ou esquentar a água no fogão. Para fazer a mistura da água, devemos encher primeiro a banheira com água fria e depois misturar a água quente. É muito importante misturar bem as duas águas para que um lado da banheira não fique mais quente que o outro, o que pode causar queimaduras no bebê.
  • Prepare tudo que vai precisar com antecedência: toalhas, produtos de higiene, fralda limpa e roupas limpas.
  • Jamais, em hipótese alguma, devemos deixar uma criança pequena sozinha no banho, nem por um segundo, pois um bebê pode se afogar em apenas 2 centímetros de água e em menos de 60 segundos.
  • Se depois de começar a dar banho no bebê precisarmos resolver alguma coisa urgente, é mais prudente interromper o banho, tirar a criança da banheira, enrolar na toalha e depois dar continuidade ao banho.
  •  Para o banho de recém-nascidos e bebês de até 6 meses, a profundidade ideal da água na banheira é de cerca de 13 centímetros. O ideal é que o bebê fique submerso com água até os ombros, para evitar que sinta frio. Para bebês que já ficam sentados na banheira, a profundidade da água na banheira deve ficar abaixo da linha da cintura (na posição sentada).
  • Depois que o bebê já se sustenta sozinho, ele sempre deve ficar sentado dentro da banheira, nunca em pé. Quando a criança fica em pé dentro da banheira, o risco de escorregar e cair é maior. Essa foi uma das maiores dificuldades que eu tive com a Julia, por isso mudei da banheira para a cadeirinha (assento para banho), logo que ela aprendeu a se levantar.
  • Quanto ao uso de sabonetes e xampus, use quantidades bem pequenas, para evitar que a pele do bebê fique ressecada e sensível. Os produtos ideais são aqueles criados especialmente para bebês, porque eles costumam ser menos agressivos. Crianças muito pequenas não têm necessidade de usar xampu nem condicionador. Como eu já comentei nesse post, eu sempre preferi o usar sabonete líquido do tipo “da cabeça aos pés”, porque é mais suave e prático. Só comecei a usar xampu a partir de 2 anos e meio, quando o cabelo dela já estava maior.
  • Os bebês, principalmente os recém-nascidos, perdem calor muito rápido e sentem muito frio. Por isso, devemos manter o ambiente aquecido durante o banho. Uma ótima dica é primeiro lavar somente a cabeça do bebê, mantendo o seu corpo aquecido e só depois, lavar o corpo.
  • Após o banho, devemos enrolar rapidamente o bebê numa toalha de preferência com capuz e enxugá-lo bem.  Depois de enxuto, o bebê deve ficar bem aquecido com uma roupa quentinha e se for possível, ficar um tempinho no colo, que é o melhor lugar para deixá-lo confortável e quentinho. Eu costumava amamentar a Julia depois do banho para aquecê-la e geralmente ela adormecia.

 

Veja abaixo abaixo esse vídeo bastante explicativo do canal da Revista Crescer no Youtube.

 

 

Loja do Papi

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz