O que desejo para 2017

Mais uma vez chegamos ao final de um ano, mais uma vez começamos a ouvir os clichês de “Feliz Ano Novo”, que para falar a verdade, hoje em dia até me incomodam um pouco esses votos de felicidade ditos da boca pra fora. Hoje sei que não posso esperar que o novo ano seja completamente diferente do anterior, embora a mudança de ano tenha um efeito psicológico que nos estimula fazer mudanças. Mas muitas vezes, não é de uma mudança que precisamos e sim de adotar atitudes diferentes diante da vida.

Gosto muito do pensamento de John Lennon.  Uma vez ele escreveu o seguinte:

“Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que a felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi “feliz”. Eles me disseram que eu não entendi a pergunta, e eu lhes disse que eles não entendiam a vida.”

Essas palavras me inspiram e traduzem exatamente o momento que eu estou vivendo agora. Nesse final de ano a minha única meta é reduzir a minha ansiedade. Nem sempre é fácil lidar com o turbilhão de emoções nessa época do ano, principalmente quando você já passou por muitas coisas. Mas hoje estou conseguindo ser menos ansiosa, planejar menos, ter menos expectativas, viver mais cada momento.
Quando se tem filhos aprendemos que não adianta planejar muito as coisas, porque as crianças nem sempre se encaixam nas situações que planejamos. Muitas vezes precisamos desistir de alguns planos por elas. Olhando pelo lado positivo, isso é algo bom, pelo menos pra mim, que antes planejava tudo detalhadamente, criando muitas expectativas para as coisas, o que me deixava ansiosa.
A Julia tem me ensinado a ser mais espontânea, me preocupar menos.

Nessa nova fase, não fiz grandes planos para 2017. Antes eu estabelecia mil metas, mas quase nada ou nada saía como eu esperava, simplesmente porque na vida, nem sempre as coisas acontecem como a gente espera. Muitas coisas que planejei e sonhei, não aconteceram ou aconteceram de uma forma diferente do que eu esperava. Por outro lado, conquistei coisas maravilhosas que jamais tinha imaginado ter.

A vida é engraçada, porque muitas vezes lutamos tanto por um objetivo sem conseguir alcançá-lo, e às vezes algo incrível que nunca tínhamos imaginado acontece, chega sem avisar, como um presente. Foi exatamente assim que aconteceu comigo, quando engravidei um ano antes do planejado. Na hora que descobri, fiquei sem chão, mas hoje, sei que foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, aquele era o momento certo pra mim e eu não sabia.

Nem sempre as nossas conquistas mais desejadas nos traz benefícios, a gente nunca sabe realmente o que vai ser positivo ou negativo na nossa vida. A vida é incerta e por mais que se faça planos, nunca temos o controle total de tudo. Por isso eu resolvi aceitar a incerteza da vida e aprender a olhar para tudo com mais tranquilidade e menos euforia.

Para 2017, desejo apenas coisas simples. Uma boa xícara de café com pão quente ao lado de quem amo me parece um ótimo plano.

Para 2017, desejo ter sempre amigos por perto. Desejo amizades sinceras, profundas e sem julgamentos.

Para 2017, desejo trabalhar com prazer e alegria, sem deixar de lado os momentos de ócio.

Para 2017, desejo que o meu trabalho me traga dinheiro suficiente e na medida certa.

Para 2017, desejo estar com quem me ama, me respeita e me apoia.

Para 2017, desejo muito amor, com abraços, beijos, cócegas nos pés e muita risada.

Quero em 2017  fazer menos planos e viver com mais plenitude. Quero prestar mais atenção às coisas importantes e essenciais. Porque como disse meu ídolo John Lennon:

“A vida é aquilo que acontece enquanto você está fazendo outros planos.”

 

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz