1 mês

 familia

No dia 08 de junho foi a primeira vez que peguei a Julia  em meu colo, que eu senti seu cheiro e que olhei em seu olhos. Faz um mês do inicio do nosso aprendizado, dessa nova etapa em nossas vidas. Eu já tinha lidado com os meus sobrinhos, mas quando é filho é bem diferenye, é tudo com você. Eu devorei vários livros, acompanhei os principais portais e fiz oficinas sobre cuidados com bebês durante a gestação. Mas na prática, a gente aprende que tem que adaptar todas aquelas instruções, porque cada bebê é diferente.

O impacto da chegada do nosso “presentinho” em casa está passando e agora nós estamos conseguindo nos reorganizar, adaptando a nossa rotina. Passou tão rápido. Parece que foi ontem que eu estava na maternidade. A partir do momento em que a gente chegou da maternidade, a nossa rotina se resume aos cuidados com a Julia. Os nossos dias passaram a ser exclusivamente dela.

O sentimento mais marcante pra mim foi no dia seguinte, depois que a gente voltou da maternidade e eu olhei para o lado de manhã e vi aquela pessoinha dormindo no berço. Eu senti aquele sentimento de quando a gente é criança e ganha um brinquedo novo. Não tem como descrever a emoção. A cada dia que passa, o amor domina tudo e a gente vai se encantando cada vez mais. É como se nada mais importasse. Não tem dúvida de que dá muito trabalho, mas quando ela dorme, a gente fica com saudade. A nossa vida passou a ter um sentido diferente. Agora nós temos alguém que depende da gente, que observa tudo e mais tarde, com certeza vai se espelhar em nós.

DSC_0033 (2)

O que esperar no primeiro mês

Durante os primeiros dias a Julia ainda tinha uma cor bem arroxeada e com o corpo rígido, com certeza de ter passado 9 meses no útero. Depois de um mês não percebemos mais essa rigidez dos membros e a sua cor está mais suave. As perninhas são um pouco arqueadas, mas isso também é normal. Quando ela é estimulada, levanta os braços e as pernas. A sua mãozinha está sempre pronta pra agarrar as coisas.

Desenvolvimento físico ou motor

É capaz de focar objetos a 25 cm de distância.
Aquele reflexo de fechar as mãozinhas e agarrar tudo com força, já não está mais tão presente.
Toda a musculatura está mais forte, com mais controle da cabeça e maior capacidade de movimentação.
Distingue entre o claro e o escuro, mas não as cores.

O primeiro mês passa muito rápido e a cada dia a Julia faz novas conquistas. Ela mantem a cabeça erguida por alguns instantes, consegue levantá-la um pouco quando está de barriga para baixo e vira de um lado para o outro. Agora ela já começou a descobrir as mãos e os pés.

Desenvolvimento psicológico ou cognitivo

Reage aos sons fortes e se acalma ao ouvir sons suaves.
Faz movimentos bruscos de reflexo com o corpo quando está feliz.
Consegue seguir um objeto com os olhos.
Faz sons quando ouve a voz de um adulto.

Segundo a nossa pediatra, os sentidos dela estão se desenvolvendo muito bem, mas precisamos estimular e falar bastante, porque ela reconhece a nossa voz e se acalma. Também reconhece cheiros e odores, como o cheiro da mãe e das pessoas mais próximas, e claro, o cheiro do leite. Ela segue com o olhar as pessoas e os objetos em movimento.

Desenvolvimento social ou emocional

O bebê distingue claramente a voz da mãe da de todas as outras. O reconhecimento da voz da mãe inicia-se muito cedo, ainda durante a gravidez.

Com 1 mês de idade, o bebê começa a demonstrar os seus sentimentos e necessidades através de diferentes expressões de rosto  e do choro.

O bebê chora porque está desconfortável, com dores ou apenas porque precisa de atenção. À medida em que o bebê crece, fica mais fácil distinguir os vários tipos de choro.

Aqui, usamos a música pra tudo. Com um pai músico, não podia ser diferente! Temos uma lista de músicas que marcou a época da gravidez e usamos essas músicas para acalmá-la na hora do banho. Na hora em que a cólina ataca também cantamos pra ela enquanto fazemos massagem e compressa. Às vezes bate o desespero, quando ela chora por muito tempo, mas estamos aprendendo a nos controlar, pra passar segurança pra ela. A troca de fralda também ganhou uma música especial. Percebemos que a música ajuda muito a tornar a rotina mais leve e reduzir o nosso stress de pais de primeira viagem. Quando cantamos a Julia observa atentamente e fica muito calma, o que ajuda bastante. Agora que ela fica acordada por mais tempo durante o dia, nós aproveitamos para estimular o desenvolvimento sensorial dela, com muita música. Aliás, a gente inventa uma música pra tudo e ela se acalma bastante. Nem precisa fazer muito sentido, basta ter um ritmo divertido!

Agora com 1 mês começam vários sons, como se estivesse cantando, além de gritinhos e gargalhadas. Já está provado que o bebê nesta fase reconhece os pais e reage de forma diferente em relação aos desconhecidos. Ela faz caretas e coloca a língua para fora e sorri quando conversamos com ela.

A Julia, que já sorriu ao nascer,  mas a pediatra falou que esse sorriso foi só um reflexo. Ela nos explicou que o que eles chamam de “sorriso social” mais ou menos depois de um mês. Agora sim, não é mais só um reflexo, ela sorri com o rosto todo para demonstrar o quanto está feliz. A gente não vê a hora de ela dar risada.

Alimentação e sono

Desde a gravidez, eu decidi que iria fazer tudo pra amamentar. Não tem dúvida de que o leite materno tem muitas qualidades e benefícios e é o mais rico em nutrientes. Ainda existem algumas dificuldades, um pouco de dor e sensibilidade nos mamilos, mas amamentar é tão prazeroso, que eu não posso desistir. A Julia está mamando em livre demanda e pra minha surpresa, ela chora em intervalos bem regulares. à noite, acorda só uma vez e sempre mais ou menos no mesmo horário. Depois de mamar, coloco pra arrotar, ando com ela por uns 10 minutos e coloco no berço. Ela volta a dormir e só acorda às 6 horas da manhã.

Por enquanto está tudo tranquilo quanto à alimentação e o sono. Achei que teríamos mais dificuldades, mas está tudo sob controle. Acho que nós conseguimos nos adaptar bem ao ritmo da Julia. Não tentamos estabelecer horários para nada, a rotina foi se estabelecendo espontaneamente, quem regula é a Julia. rsrsrs

Brinquedos

Com um mês o que mais agrada à Julia é quando conversamos e cantamos pra ela. Nessa fase, já consegue acompanhar um objeto em movimento. Pra estimular isso, compramos um chocalho, que ela simplesmente adorou e tem ajudado bastante nas horas mais difíceis, quando a gente precisa acalmá-la. Ela já olha para tudo e adora desenhos, estampas e cores fortes.

Apesar de a indústria desenvolver brinquedos especialmente voltados para o desenvolvimento de bebês, nós podemos muito bem improvisar em casa. A nossa pediatra sugeriu balançar fitas coloridas para estimular a visão. Já experimentei alguns objetos que a gente já tinha em casa e está sendo uma ótima experiência.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz