Porque comecei este blog

No segundo semestre de 2012 descobri que estava grávida da Julia. Eu estava em um momento profissional muito intenso, pois tinha montado há poucos meses um atelier de roupas femininas, onde eu fazia a maioria das coisas sozinha e terceirizava somente a produção das peças. Percebi que com uma criança eu não conseguiria mais dar conta de tudo.

A gravidez me obrigou a repensar tudo que eu já tinha planejado, e tive que encarar o desafioredirecionar os planos e traçar novas metas profissionais depois que a Julia nascesse.

Comecei logo a pesquisar e ler muito sobre gravidez e maternidade. Era tudo muito novo e tinha tantas informações que os poucos foi crescendo em mim a vontade de escrever sobre o assunto para registrar todo o processo. Depois que a Julia nasceu iniciei o blog como um diário do desenvolvimento dela, mas depois de um tempo, passei a escrever sobre muitas outras experiências sobre maternidade. O conteúdo do blog é o resultado de muitas pesquisas, leituras e de tudo o que aprendi em oficinas que fiz sobre gravidez, maternidade e desenvolvimento infantil.

Criei o blog It’s a Girl no final de 2012, quando ainda estava grávida da Julia. Eu já tinha um blog técnico de moda desde 2008, onde escrevo até hoje conteúdo técnico sobre a área. Como gosto de escrever, comecei o Its’a a Girl como um diário virtual da Julia, onde escrevo sobre as minhas experiências e descobertas sobre infância e maternidade.

Desde que eu criei o blog, os acessos foram aumentando muito e muitas pessoas entram em contato comigo, o que já me rendeu algumas amizades virtuais  e interações bem interessantes com várias pessoas. É muito gratificante essa troca e eu agradeço por cada pessoa que me segue e acompanha o blog.